Imagem capa - “Uma boa imagem nasce de um estado de graça.” Sergio Larrain por Dennis Calçada
Além de um clique

“Uma boa imagem nasce de um estado de graça.” Sergio Larrain

Ao conferir a exposição do chileno Sergio Larrain (Santiago, 1931 - Ovalle, 2012) no Instituo Moreira Salles você irá sentir-se hipnotizado e imerso no mundo poético das imagens. Com composições e enquadramentos geniais, quebrando as regras com maestria, seja pelo uso com destaque para o chão (uma das características marcantes nas suas imagens), cortes inusitados, desfocando o primeiro plano ou inclinando a linha do horizonte, Larrain começou fotografando crianças de rua em Santiago, fez série de viagens profissionais por Bolívia, Peru, Itália..., trabalhou como correspondente internacional, inclusive pela revista O Cruzeiro, na qual tem um espaço dedicado na exposição.





Larrain também foi membro da agência Magnum, após receber convite de Henri Cartier-Bresson. Mas seu período na agência não passou muito dos três anos, pois entendia que sua missão na fotografia deveria seguir por outros caminhos.




Desta maneira, mais experiente e com o olhar amadurecido, Larrain decide retornar à terra natal, até sua precoce retirada, pois optou por uma vida de isolamento e meditação.




Pelo curto tempo que passou produzindo os colegas definiam sua carreira como um “meteorito”, mas de uma intensidade incrível e riquíssimo acervo. Gostei muito de conhecer o trabalho de Sergio Larrain mais afundo e recomendo esta viagem nas imagens deste incrível poeta visual. A fotografia agradece.