Imagem capa - Cavalo, no galope das histórias e  lembranças por Dennis Calçada
Foto Grafia

Cavalo, no galope das histórias e lembranças

Com o passar do tempo vamos entendendo melhor nossas reais necessidades e o que nos satisfaz. Desta forma, cada vez mais o simples me encanta. Simples assim, como a vida no campo e interior, onde ainda encontramos doses homeopáticas de esperança num futuro melhor ao se deparar com valores enraizados como bondade, honestidade, cordialidade, educação...

Nascido na cidade, curiosamente minha preferência sempre foi na "contramão" da tal modernidade dos centros urbanos, que por consequência acarreta em movimentação intensa de pessoas e trânsito, consumo excessivo, horários corridos e desregrados, alimentação industrializada entre outras questões que ainda intitulam de "avanço".


Muito desse gosto se deve, com certeza, das histórias que minha mãe sempre me contava, pois foi criada na fazenda e a cada caso e causo contados eu ficava encantado. Sempre fui mais de observar do que falar, então as imagens eram criadas no pensamento (olha o gosto pela fotografia e natureza já nascendo aí...). E entre estas histórias, constantemente tinha um animal especial como personagem, o cavalo.


Animal esse que ela amava e lidava bem com ele, mesmo desde a pouca idade devido a convivência diária, e por isso estava sempre presente nas suas peraltices de criança pela fazenda. E com isso, mesmo sem ter esta oportunidade de crescimento e contato mais natural, passei, naturalmente, a ter um apreço pelo cavalo. Ainda mais quando passamos a entender melhor suas características e deciframos alguns dos seus simbolismos.


Aliás, esta abertura feita até aqui é para compartilhar exatamente um texto sobre isso e que gostei bastante, de autoria do @xamanismosteraios. E assim aproveito também para completar com algumas fotografias que já fiz com este magnífico animal.


CAVALO


Nos campos abertos das amplas planícies, a Terra treme com o galopar firme do Cavalo. No horizonte, surge o Espírito Animal de rara imponência, elegância, força e poder. O Cavalo representa a própria chama da liberdade e, para os Xamãs, ele simboliza a ponte para o mundo espiritual, as viagens rumo aos mistérios do invisível. O Cavalo anuncia o início da nossa longa jornada pelos vastos campos da consciência.

Esse Totem Animal traz aos seus portadores o dom de desbravar longos e desconhecidos caminhos. Evocar o Cavalo é uma forma de alimentar a liberdade do nosso espírito e fazer queimar o ímpeto do nosso Fogo interior. Com ele, encontramos o nosso lugar no mundo e expressamos a nossa verdade com firmeza e independência. O Cavalo traz os ventos da mudança e a necessidade de se aventurar rumo a uma nova direção.

Diversos povos antigos reverenciaram o Cavalo como um mensageiro dos deuses. Odin cavalgou seu Cavalo de oito patas pelos Céus. Pégaso, o Cavalo alado, habitava o panteão grego e representava a elevação do espírito. O misterioso Unicórnio, o Cavalo com um único chifre, era símbolo da pureza, da magia e da vida eterna. Na tradição Celta, o Cavalo era conhecido como o guia dos ciclos da vida, morte e renascimento.

O Cavalo te convida a expressar a sua verdade. Com ele, cavalgamos livres e absolutos por novas direções. Transpomos os obstáculos que o nosso ego sugeria serem intransponíveis. Descemos ao plano intraterreno, ascendemos ao nível celestial e gritamos a nossa liberdade de Ser pelos quatro cantos do mundo. O Cavalo te convida a viver a sua autenticidade sem receios, sem pretextos. Não há mais tempo para adormecer.

Liberte-se. Avance. O Cavalo é a ponte entre as velhas limitações aparentes e a invencível onipotência do Grande Espírito que habita cada um de nós.