QUARENTENANDO

Exercitando o olhar fotográfico no confinamento da pandemia

Manter a mente ocupada neste período de confinamento causado pela pandemia e seguir fotografando mesmo diante de tantas restrições. Essa foi a ideia inicial que originou a ideia para criar este E-BOOK com 58 páginas em dicas e poesias visuais.


Mas também comprovar na prática os resultados que você pode sim fotografar em qualquer lugar – neste trabalho realizei as fotografias no apartamento que resido de dois quartos, espaço limitado e vista sem grandes atrações pelas janelas - e conseguir resultados criativos e diferentes mesmo dentro de casa. Independente se você resida em casas suntuosas com grandes espaços, quintal e jardins a sua disposição ou não.




Além disso, quebrar uma certa resistência, confesso, que tinha em fotografar com celular, e sim, é possível fazer e criar boas composições.


Desta forma, neste trabalho você poderá conferir uma série destas imagens e possibilidades que fotografei com o celular. Fotografar é enxergar além do óbvio, transformar o banal em poesia. E nada melhor que buscar este “invisível” mesmo em confinamento e com limitação de espaço.

O QUE VOCÊ VAI CONFERIR

Todas as fotos feitas com celular para mostrar a possibilidade de criar sem uma câmera DSLR 

Dicas para uma composição criativa

Referências de fotógrafos que se destacam pela força nas suas composições

Sobre o autor

Fotógrafo, jornalista, designer e apaixonado pela vida. Otimista. Olhar inquietante lado a lado com a paciência. Saber enxergar e esperar, sim, o quanto for necessário na busca do melhor momento. Afinal, fotografia é entrega, alma e sentimento. E isso logo tive conhecimento em 1998, ano que fui apresentado à fotografia analógica na faculdade de jornalismo. Pronto, amor à primeira vista.

ALÉM DE UM CLIQUE

Fotografar é muito mais que apenas clicar, é um estilo de vida. Assim, obrigatoriamente ela deve fazer parte do seu dia a dia e para isso a prática é fundamental. Não existe mágica se quiser ter uma fotografia cada vez mais aprimorada.

Direitos Reservados